jeudi 16 février 2012

O amor trás muitas ilusões, o amor em si é uma ilusão. Isto pode não fazer sentido para os apaixonados, concretizados e felizes, mas para mim faz, na minha cabeça faz e tenho a certeza que fará na de mais pessoas que provavelmente nem conheço. Aquilo do encontrei o homem da minha vida, vou casar com ele, vou construir uma família, não passa de um mero detalhe da adolescência, de uma ilusão, porque até vocês conseguirem alcançar esse objectivo, a vida vai dar muitas voltas, tomar muitos rumos diferentes e oh, meter pessoas novas pelo caminho que por vezes poderão mudar tudo, ou até pessoas do passado que voltam e podem fazer mudar tudo. A vida não é constante, se fosse não teria piada, seria sempre a mesma monotonia e para quê viver se já se sabia o que iria acontecer? Eu acredito que o amor faça acreditar em casamentos, filhos, um para sempre numa relação entre adolescentes, porque vos levam às nuvens mas quando vos tirarem o chão, vocês vão perceber que a vida não é apenas um mar de rosas. Vão perceber que nesse mar há tempestades, tempestades com espinhos, essas mesmo que podem destruir tudo à vossa volta, e quando se conseguirem levantar mais o vosso mundo vão olhar à volta e perceber " eia pá, aquilo ficou para trás, aquilo ficou no passado" mas como vai demorar tanto tempo a recuperar de uma tempestade de tal forma tão forte, vocês já nem vão sentir a falta de essas coisas, vão simplesmente seguir em frente e deixar que este ciclo se volte a repetir, eu sei do que falo e falo para quem tem relações como algum dia a minha foi, vocês tem uma pequena ideia pelas palavras que eu por aqui fui deixando, porque para os outros, isto nada serve.
not even for a second would I lie to myself. too many things are missing and there's a tear in my eye. it's not a question or an answer, but it will change your mind. we'll be the same tomorrow, we're dancin' as we borrow and sing a song for sorrow