samedi 27 août 2011




a verdade é que não consigo tirar da cabeça aquilo que não sai do coração, nem consigo tirar do coração aquilo que não me sai da cabeça. gostava de te dizer o quanto aqueles olhares me fascinaram desde a primeira vez. vi-te, imaginei-te, senti-te. voltei a perder-te de vista, voltei a viver a minha vida real. ao longo do tempo lembrava-me de ti. ver-te e sentir-te fascinavam-me os sentidos, revitalizavam-me a mente. no entanto, a imagem virtual deixou de assim o ser. o que não era palpável, passou a ser. o que não tinha cheiro, passou a ter. o que não se sentia, passou a sentir-se. então aí, vi-te. vi-te mais uma vez perante mim. os olhares voltaram como da primeira vez. senti-me perdida no meio da multidão, e quando dei por mim estavas tu a caminhar ao meu lado no meio de longas e estreitas ruelas da cidade. estavas tu a olhar para mim, com as mãos nos bolsos, dando passos ao mesmo ritmo que os meus. deste um passo hesitante, recuaste lentamente enquanto puxaste um cigarro e momentaneamente o dirigiste para a tua boca, acendendo-o. deste um bafo, ofereceste. ficamos lado a lado, durante horas e horas. conhecemos porquês, sês e mais quês. sentimos, reflectimos, ponderamos, pensamos. agarrei-me a ti como se o mundo fosse terminar naquele instante, como se fosses a última coisa que eu quisesse para além de tudo. foi aí que percebi e que te rotulei. o teu nome é felicidade. aparece por aqui mais vezes, quero.

34 commentaires:

  1. tipo o quê? esta gente!

    RépondreSupprimer
  2. obrigada linda, já te vou adicionar (:

    RépondreSupprimer
  3. pois é querida :)
    oh, amei $:

    RépondreSupprimer
  4. é pena :s então quando vieres a Lisboa, já sabes :) não tens nada que agradecer *

    RépondreSupprimer
  5. nisso tens razão!
    adoro este :b

    RépondreSupprimer
  6. Bonito texto, gostei mesmo muito.

    RépondreSupprimer
  7. Anonyme27/8/11

    não tens de agradecer. gostei*

    http://emformadesaudade.blogspot.com/

    RépondreSupprimer
  8. obrigadaaaaaaaa! ♥
    adoro a música de fundo.

    RépondreSupprimer
  9. estás fantástico!
    gostei imenso *.*

    RépondreSupprimer
  10. pronto pronto, não te vou contrariar ;-;

    RépondreSupprimer
  11. Está fantástico o:
    Está mesmo bonito , parabéns *-*

    RépondreSupprimer
  12. obrigada amor! mas linda és tu

    RépondreSupprimer
  13. mas não metem de onde o retiram ou pelo menos entre aspas?

    RépondreSupprimer
  14. o que é que é normal? desculpa mas já me esqueci do que te disse :p ahah e obrigada sofia fofinha!

    RépondreSupprimer
  15. Oh , ainda bem e obrigada querida.
    O teu texto está perfeito *-* amei mesmo!

    RépondreSupprimer
  16. ora essa, so disse a verdade :)

    RépondreSupprimer
  17. é claro que preciso ;)

    RépondreSupprimer

not even for a second would I lie to myself. too many things are missing and there's a tear in my eye. it's not a question or an answer, but it will change your mind. we'll be the same tomorrow, we're dancin' as we borrow and sing a song for sorrow