dimanche 26 août 2012


Quando a nossa estrela brilha intensamente, tu vens com ela. Vejo-te a aparecer por entre as nuvens ainda meio desfocado, mas brilha o teu sorriso que vai de uma ponta à outra da cara. Apetece-me correr até a ti, até aos teus braços, mas tenho que ficar ali, na nossa varanda, à espera que tu me alcances. E agora aproximaste-te e acho que já consigo ver o brilho dos teus olhos. Chegaste mais rápido do que esperava, talvez porque sabes que os meus dias sem ti são tristes e vazios. As minhas noites são geladas e dolorosas. E não temos aquela luz que nos guia. Aquela luz que iluminava todo o escuro. Fazes-me falta, nunca partas, por favor.

20 commentaires:

  1. que lindo o que escreveste oh:)

    RépondreSupprimer
  2. Exato! Sei que com o tempo me habituo e me adapto x)
    Obrigada amor *

    RépondreSupprimer
  3. Ah, e eu vinha já perguntar-te quando é que nos ia brindar com um novo texto teu, maria sofia -.-
    Lindo, lindo. Aliás, tu és linda! *

    RépondreSupprimer
  4. espero que nunca o faça meu doce*

    RépondreSupprimer
  5. ora essa, sorri sempre*

    RépondreSupprimer
  6. acho muito bem!
    conheces alguém na turma para onde foste?*

    RépondreSupprimer
  7. vai estando princess :) ó , muito obrigado <3

    RépondreSupprimer
  8. nunca o vai fazer enquanto sentires tudo isso em relação a ele*

    RépondreSupprimer
  9. não tens de que doce <3

    RépondreSupprimer
  10. tu sentes aquele amor que eu sinto, consumista até à última gota. precisamos dele, quase que nos atrevemos a dizer "para viver".. mas sabes, a insegurança dói e tortura e destrói e perturba. e tu és tão linda para sentires qualquer desses sofrimentos!! <3

    RépondreSupprimer
  11. tens aqui um blog brutal, estou a seguir ~

    RépondreSupprimer
  12. como é que estás meu amor?

    RépondreSupprimer
  13. querida, criei um twitter, e lembrei-me de me teres perguntado a relativamente pouco tempo sobre tal, por isso, agradecia se me pudesses dar o teu para te seguir <3 beijinhos

    RépondreSupprimer
  14. e são textos e blogs como este que me fazem morrer de saudades deste mundo!

    RépondreSupprimer
  15. gosto muito do que escreves! acho os teus textos qualquer coisinha de especial :)
    se quiseres passa no meu:
    http://poeta-de-meia-noite.blogspot.pt/

    RépondreSupprimer
not even for a second would I lie to myself. too many things are missing and there's a tear in my eye. it's not a question or an answer, but it will change your mind. we'll be the same tomorrow, we're dancin' as we borrow and sing a song for sorrow