samedi 5 mai 2012

"o teu sentimento desce enquanto a minha dor nasce, não querias que te deixasse sozinho mas para mim tu não voltaste. um amor destes não se esquece, nesta paixão encontraste alguém, que te fortalece, mas sozinho tu fraquejaste. eu queria ficar contigo, tornar-te o meu ponto de abrigo, mas parece que não consigo, pois não me ligas quando eu te ligo. porque é que tu não me ligas? só queres saber das tuas amigas. será que não vês o que sinto? será que não vês que não te minto? para mim por vezes eras duro e dizias que a culpa era minha, disseste bem seguro, que eu ia ficar sozinha. tu sabes que insisti, por este amor tudo entreguei. tu vias o que eu queria, tu não vias como eras, várias vezes demasiado injusto para mim, não vias o que eu sentia e escondias-te em promessas, dizias sempre 'está muito bem assim' . porque não davas o braço a torcer? porque me fazias sofrer? eu era aquela que te amava. porque? sonhei que esta história não terminava."
not even for a second would I lie to myself. too many things are missing and there's a tear in my eye. it's not a question or an answer, but it will change your mind. we'll be the same tomorrow, we're dancin' as we borrow and sing a song for sorrow