mardi 10 avril 2012

"no momento em que não pode rir, eu rio. quando alguém pede para eu não olhar para algum lugar, eu olho. quando me elogiam, eu pareço não acreditar, mas no fundo mesmo eu sei que estão falando a verdade, pois eu me conheço muito bem. muitas pessoas pensam que eu sou a pessoa mais feliz do mundo, só por sempre estar sorrindo e por sempre conseguir arrancar com muita facilidade sorrisos nos outros. mas eu também tenho problemas, eu também tenho segredos. ás vezes eu me acho diferente, ás vezes me acho igual a todo mundo. ás vezes eu fico feliz do nada e do nada também fico triste. ás vezes eu acho super inteligente, e ás vezes me acho a pessoa mais burra do mundo. eu consigo ajudar as pessoas com os meus conselhos, mas quase nunca consigo seguir os próprios conselhos que eu dou pra mim mesma. é tanta coisa na minha cabeça, que eu acabo confundindo tudo. mas não é essa confusão toda que vai fazer com que eu desista dos meus objectivos. essa confusão toda não vai me impedir de ser quem eu sou." 

Blog desafio, aqui!
not even for a second would I lie to myself. too many things are missing and there's a tear in my eye. it's not a question or an answer, but it will change your mind. we'll be the same tomorrow, we're dancin' as we borrow and sing a song for sorrow