lundi 5 mars 2012

Não temos que deixar as luzes da cidade se apagarem, podemos ilumina-la pelos sítios onde passamos. Podemos deixar pedacinhos da nossa luz, do sol que está dentro da nossa alma, podemos deixar algumas cores do nosso arco-íris, colorir. Podemos dar vida ao mundo à nossa volta. Podíamos passar ao lado da lua, de mãos dadas. Podíamos passar por entre as gotas da chuva, como o nosso amor passa por qualquer obstáculo. Sabes-me ter, sabes-me acompanhar, sabes-me ler, sabes-me ler devagarinho enquanto passas os teu lábios meios secos pelo meu pescoço enquanto me dás leves e pequenos arrepios. Sabes ler-me de uma forma que não sei explicar, sabes ler cada curva do meu corpo, ler cada traço da palma da minha mão. Sabes dar-me a mão e levar-me a vaguear pelas nuvens. Quero que antes que este dia acabe, escrever-te sobre o nosso amor. Escrever sobre linhas tortas em que só tu as vês alinhadas. Quero observar a diferença entre a nossa cor da pele, quer descobrir um sinal que nunca o tenha visto, e quero beijar-te os lábios secos e com feridas. Sabes muito e principalmente, sabes ter-me.

51 commentaires:

  1. eu agradeço por me permitires maravilhar nestas palavras fantásticas :) <3

    RépondreSupprimer
  2. Oh meu amor, tu escreves tão bem *-*

    RépondreSupprimer
  3. não é não, gosto tanto de cá vir * <3

    RépondreSupprimer
  4. nada que agradecer (;

    RépondreSupprimer
  5. oh princesa juro que me deliciou com os teus textos, escreves tãooo bem *.*

    RépondreSupprimer
  6. sim a sério :x bue mau fogo

    RépondreSupprimer
  7. muito obrigada querida Sophie! espero que andes muito bem :)

    RépondreSupprimer
  8. não tens, a sério:)

    oh perfeito

    RépondreSupprimer
  9. oh, princesa não agradeças! :) gosto tanto de te ter como seguidora :)

    RépondreSupprimer
  10. Obrigada querida *.*
    tu estás a escrever cada vez melhor :D adorei o post !

    RépondreSupprimer
  11. e cada vez escreves melhor, meu bem (:

    RépondreSupprimer
  12. Porquê querida? :\

    RépondreSupprimer
  13. oh, ainda bem então :b <3

    RépondreSupprimer
  14. Ainda bem princesa, obrigada *

    RépondreSupprimer
  15. tudo isso:)

    também adorei, é tão sentido

    RépondreSupprimer
  16. ooooh *.* que linda! obrigada!

    RépondreSupprimer
  17. Obrigada amor * ainda me lembro de ter lido os maias e adorar essa parte deles os dois :)

    RépondreSupprimer
  18. Oh não consigo comentar os teus posts mais recentes, também estou a ler os Mais e hoje fui ver a peça de teatro (;
    Deixar cair o blog no vazio?

    RépondreSupprimer
  19. Claro que não! É um prazer vir aqui ler estas delicias :b

    RépondreSupprimer
  20. Porque isto princesa "Mais uma vez obrigada por estarem a deixar cair o blog no vazio."? :c

    RépondreSupprimer
  21. que se passa com o blog amor ?

    RépondreSupprimer
  22. Compreendo, a escola, faculdade, trabalhos, pouco tempo para tudo :\

    RépondreSupprimer
  23. tenho andado ausente querida sophie, desculpa. está perfeito este post, quem te sabe ter não sabe a sorte que tem ((:

    RépondreSupprimer
  24. Quando e que percebes que o teu blog nunca vai cair?

    RépondreSupprimer
  25. deixa lá princesa, os que gostam verdadeiramente de ti e dos teus textos não vão deixar de te visitar <3

    RépondreSupprimer
  26. tive no teu fotolog, és mesmo fofa menina :D

    RépondreSupprimer
  27. eu sou "cliente" assídua amor :D

    RépondreSupprimer
  28. Ás vezes não dá pra comentar o teu blog --'

    RépondreSupprimer
  29. Não sei bem ,
    mas tipo alguns (como o meu) aparecem uma janela á parte , e assim dá sempre .

    RépondreSupprimer
  30. muito obrigada, querida.
    gosto muito e o teu blogue não morrerá, nunca.

    RépondreSupprimer
  31. somos duas entao, :)
    pincesa, adorei, esse bocadinho dos maias, sinceramente adorei todoo o livro, mas esperava um final melhorzito xp
    (no cantinho privado, só entra quem for convidado? :s)

    RépondreSupprimer
not even for a second would I lie to myself. too many things are missing and there's a tear in my eye. it's not a question or an answer, but it will change your mind. we'll be the same tomorrow, we're dancin' as we borrow and sing a song for sorrow