lundi 22 août 2011




Só te quero sentir bem pertinho de mim, bem amarradinho a mim, sem nunca mais ires embora. Anda, e não vás, ou para onde fores, imploro-te, leva-me contigo.. 

12 commentaires:

  1. obrigada amor! adorei esse pequeno texto :)

    RépondreSupprimer
  2. também não tens nada que agradecer .
    que lindo :o

    RépondreSupprimer
  3. tipo, estávamos numa rua "escura" as 3:30h da manhã e veio um carro, e gritaram não sei que, e um dos amigos com quem estava respondeu-lhes, mas não foi a mal , e o carro parou, e foi pra trás e acelerou pra frente, quase atropela a minha prima, e ia haver porrada, e eu fiquei tipo, "deixa-me ir embora" e avancei com a minha prima para frente, e paramos, para estar mais afastadas, e os gajos depois vieram ter connosco, a dizer "quem é que foi?" nao sei quê, e pediram desculpa, e depois voltaram outra vez para meter "medo" -.-

    RépondreSupprimer
  4. opá fogo nem me digas nada ! teve uma crise ! não consegui fazer nada dele :c

    RépondreSupprimer
  5. - ha algum tempo não passava por aqui. mas gosto gosto muiito! :)*

    RépondreSupprimer
  6. eles são mesmo os meus maiores amores :)

    RépondreSupprimer
  7. Ainda bem que gostas-te :)
    Adorei o texto *.*

    telmasofiia.blogspot.com

    RépondreSupprimer

not even for a second would I lie to myself. too many things are missing and there's a tear in my eye. it's not a question or an answer, but it will change your mind. we'll be the same tomorrow, we're dancin' as we borrow and sing a song for sorrow