dimanche 7 août 2011

1 - Carta para a tua melhor amiga



" Começo por dizer que tenho saudades tuas. Não estamos juntas há quanto tempo? Não partilhamos os nossos segredos nem as nossas aventuras à quanto tempo? este verão ainda não pudeste vir ter comigo, felizmente já falta pouco, ambas viamos que nunca mais era possível mas agora é. Já estás de volta e fico tão feliz por isso. Pode passar o tempo que passar que nunca vais descer nem um bocadinho da minha consideração por ti, nem do topo onde estás, és a melhor de todas. Quando entramos para a primária, não gostava lá muito de ti porque tinhas a tua maniazinha que eras a líder de todos, e só quem tu escolhias é que podia andar contigo, isso metia-me nojo e odio confesso. Depois ficamos juntos no 1º ciclo e começamos a aproximar-nos, só sei que depois só queria estar contigo a todos os intervalos e assim foi até ao fim do 9º ano, sempre juntas, para onde uma ia a outra ia atrás. Agora tamos em turmas diferentes, fico com imensas saudades tuas, digo ao Filipe inumeras vezes que sinto a tua falta e o quanto fico feliz quando te lembras de vir ter comigo. Aquelas coisas em que só me querias a mim ao teu lado, aquelas coisas em que me defendias de todos. Aquelas coisas que só nós nos compreendiamos, nunca me vou esquecer de nada, e sem dúvida és um dos meus maiores orgulhos Sara. Sem ser ele, és a segunda que sabes mais de mim. e eu amo-te para todo o sempre oh amiga do cabelo vermelho. "












" Flávia, conhecemo-nos à tão pouco tempo, confesso que quando entrei para esta turma, não gostava muito de ti, pois só me diziam que tu falavas mal de todos e que disses-te uma coisa de mim que não gostei nada. Veio-se a saber que era tudo mentira, durante este ano, foste tu que me seguras-te nos momentos mais díficeis, foi nos teus braços, nos teus e nos da tixa, que chorei tudo o que tinha para chorar, foi nos teus braços que os sorrisos se voltavam a esboçar porque tu não descansavas enquanto não conseguias, obrigada por me segurares quando a única coisa que ele fez foi ter-me atirado para os teus braços, obrigado por nunca me deixares cair, pela força e pelo carinho, digam o que digam de ti, para mim és das melhores de sempre. Custa-me muito este ano ter que te deixar por causa dos outros e principalmente por mim, talvez esteja a ser egoísta, mas eu preciso mesmo de sair dali, ou este ano não me aguento. Estes dias na tua casa foram fantásticos, rimo-nos tanto com as fotos da Alzira, até à missa fui por ti. Fizemos gelado à  1h da manhã, e dormimos cerca de 4h nessa noite, nem ouvimos a televisão apagar de tão ferradinhas que tavamos, e nem te ouvi ressonar ahah. Eu nunca vou ir para longe de ti, porque tu fazes parte do meu sorriso, e nos momentos mais dificeis, és tu que me abres os olhos, és tu que me dás a mão e me levantas do chão, foste tu que nunca mais me deixas-te enterrar, e eu nunca me vou esquecer disso. És a melhor do mundo, acredita."











14 commentaires:

  1. adorei, vê-se mesmo que gostas bastante delas :))

    RépondreSupprimer
  2. Post mesmo fofo *.*
    E ainda bem que gostas-te ;) continua a visitar o meu blog
    bjs

    RépondreSupprimer
  3. Obrigada :P ainda bem *.*

    RépondreSupprimer
  4. ahhh, mas olha eu adorei a que fui hoje! *-*
    é tão lindo!
    nota-se mesmo! <33

    RépondreSupprimer
  5. dava-te agora um abraço, sabes ?
    quero uma carta para mim :c

    RépondreSupprimer
  6. eu esta semana devo ir aí, não sei ..
    gosto muito :p

    RépondreSupprimer
  7. Flavex8/8/11

    adorei *-* se tivesses aqui comigo enchia-te de miminhos ! sabes que gosto muito de ti e que nunca te vou deixar coraçao s2 AMO VOCÊ !

    RépondreSupprimer
  8. tens noção que sempre que leio isto me vêm as lágrimas aos olhos? :c eu gosto muito de ti aifos! Como disse no comentário que fiz quando não tinha blog, nunca te vou deixar! nunca! és a melhor do mundo <3 amo-te!

    RépondreSupprimer

not even for a second would I lie to myself. too many things are missing and there's a tear in my eye. it's not a question or an answer, but it will change your mind. we'll be the same tomorrow, we're dancin' as we borrow and sing a song for sorrow